Ao pensar em Thor, muitas pessoas podem suspirar apaixonadas enquanto imaginam o deus nórdico ou o ator Chris Hemsworth caminhando com músculos à mostra. Porém, poucas pensariam na mesma cena com o herói da Marvel vestindo véu e grinalda. Mas saiba que apesar de esse acontecimento não ter sido retratado no gibi ou cinema, ele faz parte de uma das histórias mitológicas sobre o deus do trovão preservada desde a época da Islândia medieval.

Thor se veste de noiva para recuperar seu martelo

(Fonte: bottan/Tumblr)

Reza a lenda que ao perceber que seu martelo havia sumido, Thor decide procurar Freya, deusa associada à beleza e sensualidade, e pedir emprestado seu manto de penas. Equipado com o artefato mágico, Thor voa para longe e fica sabendo que seu martelo, Mjölnir, está sob a guarda do gigante Þrymr, que mora embaixo da terra. Para ter sua arma de volta, Thor deveria convencer Freya a se casar com o gigante.

Obviamente, Freya não se dobra perante o pedido do gigante e o conselho dos deuses cria uma estratégia: é Thor que deve se apresentar como noiva e, ao receber seu martelo de volta, derrotar o gigante. Loki, que na mitologia não é irmão adotivo do deus do trovão, mas tio dele, acompanha a “noiva” disfarçado como dama de honra. Em certa altura da cerimônia, o gigante Þrymr tenta beijar a futura esposa, mas se assusta com os olhos ferozes de Thor, ao que Loki prontamente se desculpa, alegando fazer oito dias que “Freya” não come ou dorme, ansiosa com o casamento.

O plano é um sucesso e, assim que Mjölnir é entregue, Thor se livra do véu e derrota o gigante. Incrível, não? Caso algum figurão de Hollywood esteja lendo este post, o Hoje Aprendi sugere essa historia como roteiro para o terceiro filme do herói.

Fonte: Sacred Texts