A morte de Michael Jackson, em 2009, parou o mundo e, com certeza, entristeceu milhões de fãs. Alguns deles, contudo, não se conformaram com o luto e decidiram ir à justiça contra o Dr. Conrad Murray, médico que foi condenado por administrar a dose letal de anestesia que teria causado a morte do astro do pop.

No começo deste ano, cinco dos 34 fãs que entraram com a ação na corte francesa venceram a causa. Cada um deles ganhou 1 euro (cerca de R$ 3,20) como indenização por danos morais devido ao trauma emocional provocado pela morte do cantor.

Fãs ganham indenização por morte de MIchael Jackson

Mais do que o euro conquistado, o que contou foi o valor representativo do ganho de causa. “Até onde eu sei, essa é a primeira vez no mundo que a noção de trauma emocional conectado a uma celebridade foi reconhecida”, afirmou Emmanuel Ludot, advogado do grupo de fãs.

Os fãs esperam que, com a decisão, eles consigam, de alguma forma, facilitar o acesso para ir até o túmulo do cantor, cuja visitação pública é vetada.

Fonte: Rolling Stones