Hogewey é uma pequena vila holandesa com características únicas: em seu interior vivem cerca de 150 pessoas, todas pacientes com idade avançada e doenças como o Mal de Alzheimer e outras semelhantes. Nesse verdadeiro “Show de Truman”, os moradores podem ter uma vida praticamente normal, sendo cuidados ininterruptamente por cerca de 250 profissionais que estão em todo lugar, desde o supermercado até o salão de beleza da pequena cidade.

Essa clínica inovadora foi fundada por duas enfermeiras que estavam receosas em internar os próprios pais em instituições mais tradicionais. A única forma de sair de Hogewey é por meio de uma porta que permanece trancada durante as 24 horas do dia e monitorada por um forte sistema de vigilância. Sempre que um dos pacientes se aproxima, alguma enfermeira aparece e contorna a situação, mostrando por exemplo que aquela porta está trancada e que a pessoa pode procurar outra pela “região”.

Os moradores são completamente livres para passear à vontade pela vila, visitando lojas, teatros, restaurantes ou participando das atividades de um dos 25 clubes disponíveis na pequena vila. Além do bem estar psicológico promovido pela estrutura da clínica, tanta atividade também proporciona melhoras na saúde física. Normalmente, os pacientes em Hogewey tomam menos medicamentos e se alimentam melhor, além de demonstrarem mais felicidade aparente.

O método tem se mostrado tão positivo que países como a Inglaterra e a Suíça também planejam construir uma clínica semelhante em breve. Você pode saber mais sobre a iniciativa no vídeo acima, produzido pela CNN. Será que tanto conforto chegará um dia ao Brasil?

Fonte: alzCARGIVER, CNN, YouTube