Ano de Copa do Mundo da FIFA é sempre igual: milhares de pessoas comprando pacotes de figurinhas para preencher álbuns com os jogadores de todas as seleções. E, no desespero, vale de tudo, desde gastar o salário inteiro com os cromos até apostar as repetidas no jogo de bafo com o sobrinho de 13 anos.

Como se não bastasse, muitos colecionadores se deixam levar por superstições bastante curiosas, como comprar sempre na mesma banca ou adquirir seus cromos em pacotes fechados de 50 envelopes, tudo com a intenção de obter aquela figurinha faltante mais rapidamente.

Segredos sobre as figurinhas da Copa do Mundo

Recentemente, o UOL Esportes publicou uma matéria muito interessante, em que a Panini, editora responsável pelo álbum de figurinhas da Copa do Mundo 2014 comenta as verdades e os mitos compartilhados pelos colecionadores. Aqui vai:

1. todas as figurinhas são feitas na mesma quantidade e, portanto, é mentira que, no geral, algumas saem mais do que outras;

2. também é falsa a impressão de que algumas seleções demoram mais para sair, já que os cromos são impressos com os times completos e bem definidos pela equipe editorial;

3. outra lenda é a de que comprar em determinada banca oferece mais chances de tirar aquela figurinha tão desejada. Tudo é produzido na mesma quantidade e distribuído entre os estabelecimentos. Apesar de algumas bancas receberem mais envelopes do que outras, de acordo com a demanda, a proporção de cromos distribuídos é a mesma;

4. é verdade que pacotes com 50 envelopes – vindos diretamente da distribuidora – possuem menos repetidas. As chances de encontrar uma duplicada nesse caso é de 0 a 7%;

5. também é verdade que podem haver figurinhas repetidas no mesmo envelope. Afinal, falhas acontecem, mesmo no processo mecânico de distribuição dos cromos nos envelopes, apesar de a Panini negar;

6. é improvável, mas também pode acontecer de algum envelope ter quatro ou seis figurinhas em vez das cinco estipuladas pela editora;

7. para garantir a padronização das imagens, muitas figurinhas são photoshopadas, principalmente no caso de jogadores que nunca jogaram com o uniforme exibido no álbum; e, para concluir,

8. seria muito improvável que dois envelopes contivessem exatamente as mesmas figurinhas. De acordo com a matéria, isso seria tão difícil quanto ganhar na loteria.

Fonte: UOL Esportes

Leave a Reply

Your email address will not be published.