O rio East – que tecnicamente não é um rio, mas um estreito – abriga um lugar misterioso e que não está ao alcance dos olhos dos turistas que visitam Nova York. Trata-se da North Brother Island, uma ilha situada entre o Bronx e a ilha Rikers e que foi zona de quarentena para pessoas com doenças contagiosas.

Vista do Riverside Hospital

Riverside Hospital (Fonte da imagem: Wikipedia)

Fundado em 1850 nessa ilha, o Riverside Hospital funcionava como um centro de tratamento e isolamento de pessoas com varíola. Porém, o local também passou a receber outros tipos de doentes com o passar do tempo, incluindo a famosa “Maria Tifóide”, primeira pessoa identificada nos EUA como portadora assintomática da febre tifóide.

Riverside Hospital

(Fonte da imagem: Ian Ference/Daily Mail)

Ao trabalhar como cozinheira, a imigrante irlandesa Mary Mallon acabou passando febre tifóide para cerca de 49 pessoas entre os anos de 1906 e 1915, das quais seis morreram. Mesmo tendo sido forçada a se isolar da sociedade, Mary fugia, visto que não entendia como podia estar espalhando febre tifóide mesmo sendo saudável. Capturada em 1915, acabou sendo condenada à viver na North Brother Island, onde morreu depois de mais de 30 anos de isolamento.

Mary Mallon ficou conhecida como Maria Tifóide

Portadora, mas imune à febre tifóide, Mary Mallon espalhou a doença por Nova York (Fonte da imagem: Bettmann/Daily Mail)

O Riverside Hospital fechou logo depois do falecimento de Mary e foi aberto na década de 50 como centro de recuperação de viciados em droga. Porém, a corrupção e a reincidência constante de pacientes fez com que a instituição fechasse as portas na década de 60.

Sala de cirurgia do Riverside Hospital

Sala de cirurgia do Riverside Hospital (Fonte da imagem: Ian Ference/Daily Mail)

Abandonada desde então, a ilha se tornou santuário para aves e as ruínas costumam chamar a atenção de historiadores e fotógrafos. Esse é o caso de Ian Ferrence, que ganhou acesso sem precedentes ao local e se dedica a reconstruir a história da ilha por meio de suas imagens.

Queima de carvão produzia energia para a ilha

Queima de carvão produzia energia para a ilha (Fonte da imagem: Ian Ference/Daily Mail)

As paisagens são desoladoras, mas também mostram como uma região se transforma depois que sua população vai embora e a natureza pode retomar seu domínio.

Estrada principal da North Brother Island

Automóveis costumavam trafegar por essa estrada (Fonte da imagem/Ian Ference/Daily Mail)

Confira mais fotos de Ian Ference na galeria abaixo:

Fonte: Daily Mail

One Response

Leave a Reply

Your email address will not be published.