“Você é humano? Digite as palavras abaixo…” Se cada vez que você vê isso na tela, tem vontade de bater com o teclado no monitor, talvez entender para que servem as captchas ajude você a ficar menos irritado com as malditas letrinhas.

Captcha é o nome que se dá a esse procedimento de verificação que tem como objetivo barrar bots e scripts automáticos de sites ao forçar você a digitar letras aleatórias ou palavras que aparecem em forma de imagem. Um dos tipos mais modernos de verificação usados hoje é o reCAPTCHA, ferramenta comprada pela Google, que fornece na tela duas palavras.

Um propósito maior

Até aí tudo bem. O que muitos não sabem é que, enquanto que uma dessas palavras é utilizada para a verificação contra bots, a outra auxilia na digitalização de livros do Google Books e arquivos do jornal The New York Times.

Como funciona o reCAPTCHA

Fonte: reCAPTCHA

Quando um livro é escaneado, ele passa pelo OCR, um sistema que transforma a imagem das letras em caracteres. Contudo, nem todas as palavras são reconhecidas e é aí que o reCAPTCHA entra em cena. O sistema recebe algumas dessas palavras que não foram decodificadas pelo software e as coloca como parte da verificação no reCAPTCHA. Dessa forma, usuários irão tentar desvendá-la e o texto inserido vai para um banco de dados. O sistema recebe diversas “respostas” para cada palavra e, ao bater essas informações, consegue definir a palavra em questão.

Usado em sites como o Facebook e o Twitter, o reCAPTCHA realiza mais de 100 milhões de verificações todos os dias.

E então, deu pra sentir menos raiva?

One Response

Leave a Reply

Your email address will not be published.