Quem não pode consumir bebidas alcóolicas deve ficar de olho na alimentação. Segundo pesquisa realizada pelo Departamento de Agricultura da Universidade de Idaho, Estados Unidos, o álcool usado no preparo de um prato nem sempre evapora. É provável que o mito tenha surgido porque o ponto de ebulição do álcool (78,5 ºC) é bem mais baixo do que o da água (100 ºC), mas mesmo isso não garante que o álcool seja completamente eliminado da comida após o preparo.

Álcool não evapora completamente da comida

Pratos preparados com bebidas mantêm de 4% a 85% do álcool (Fonte da imagem: We like to cook)

Para chegar a essa conclusão, foram realizados estudos com alimentos diversos que exigiam a presença de alguma bebida alcóolica em sua receita. Os métodos de preparo também foram os mais variados, desde o tradicional flambado até assados e comidas que precisavam passar a noite sob refrigeração.

O que os pesquisadores descobriram é que esses alimentos conservam de 4% a 85% do álcool utilizado em seu preparo. Além da temperatura, outros fatores colaboram para aumentar a taxa de retenção do álcool, como por exemplo o tamanho da vasilha em que a receita está sendo feita. Quanto menor a panela, maior a retenção do álcool, devido à pequena área para evaporação.

A diminuição da porcentagem de álcool presente em um alimento não tem a ver com o tempo de cozimento do prato, mas sim com reações químicas. O álcool se liga com a água e forma um azeótropo, ou seja, mistura de duas ou mais substâncias que possuem um ponto de ebulição constante e fixo, como se fossem uma substância só. Assim, não teria como separar esses líquidos por um processo de distilação, por exemplo.

Portanto, a não ser que toda a água tenha sido evaporada do prato, ele sempre manterá um pouco de álcool.

Fonte: TIFO

Leave a Reply

Your email address will not be published.