Em um dia de chuva, é óbvio que você esqueceu o guarda-chuva e vai chegar em casa pingando. Nessas horas, tudo o que você mais queria na vida é que as suas roupas fossem à prova d’água, certo? Mas o que parecia ser apenas uma fantasia pode sim tornar realidade.

Com o uso da nanotecnologia, foi criado um produto que é capaz de repelir moléculas de água, lama, tinta ou óleo de qualquer superfície. Chamado de Ultra-Ever Dry, ele cria uma barreira praticamente invisível e impede que o objeto em questão fique sujo ou molhado.

O Ultra-Ever Dry é utilizado em indústrias e, ao ser aplicado, impede que peças e equipamentos enferrugem, sujem, congelem ou se contaminem. Recentemente, a Nissan usou o produto para mostrar que está trabalhando no que seria o primeiro carro “auto-limpante” do mundo. Sim, ao ser coberto com o produto, não há barro que fique na lataria. Assista ao vídeo:

Como funciona

Para que a camada de resistência seja criada, é preciso aplicar o Ultra-Ever Dry em duas camadas diferentes, aguardando cerca de 20 minutos para a secagem de cada uma. O resultado é uma cadeia de partículas hidrofóbicas e oleofóbicas que criam uma estrutura tridimensional que impede a penetração dos líquidos. Essas partículas se posicionam de forma que uma gota de água, por exemplo, toque a superfície em apenas alguns pontos, diminuindo a área de contato entre o líquido e o objeto – esse efeito é chamado de Cassie-Baxter.

Material hidrofobico

Fonte: Wikimiedia

O futuro é promissor

Apesar de parecer mágico nos vídeos de demonstração, nem tudo é perfeito. O Ultra-Ever Dry é um produto caro (cerca de US$ 100 por litro) e a camada de proteção se desgasta rapidamente, exigindo reaplicação. No caso do cano por onde passa o concreto, como visto no vídeo, a área precisaria ser pintada semanalmente para continuar a repelir as partículas sem falhas.

Se ao ver o Ultra-Ever Dry repelindo água você automaticamente pensou em usá-lo no vidro do carro ou no visor do capacete, é melhor mudar de ideia. A nanotecnologia não é de todo invisível e a camada protetora dá ao objeto uma aparência esbranquiçada.

Vale mencionar também que o produto é tóxico e deve ser aplicado com acessórios de segurança. Formado por elementos como xileno e acetona, o produto pode apresentar riscos para a saúde, embora os vídeos não deixem isso claro.

Bom demais pra ser verdade? Veja mais alguns vídeos e fique de queixo caído com essa tecnologia maluca e pra lá de útil que pode, quem sabe, livrar você de ficar ensopado quando esquecer o guarda-chuva:



Fonte: Ars TechnicaUltra-Ever Dry

Leave a Reply

Your email address will not be published.