O “chute” faz parte da vida escolar de todos, do mais ao menos estudioso, e pode ser decisivo em uma prova. “C” de “Cristo”? “D” de “Deus”? Qual é a sua estratégia na hora de dar o famoso “chutão”? William Poundstone, escritor e entusiasta da estatística, decidiu estudar as provas de “marcar xis” e desenvolver um método simples e confiável que rende a você mais chances na hora do uni-duni-tê.

Ele selecionou 100 provas, sendo 34 deles de escolas e faculdades e 66 de outras fontes, como exames de motorista e testes de jornal, e estudou o posicionamento das respostas. Aqui está o que William Poundstone descobriu:

Verdadeiro e Falso

  • As respostas “Verdadeiras” geralmente são maioria (56% Verdadeiras contra 44% Falsas, no material analisado);
  • Há mais sequências de VERDADEIRO e FALSO do que sequências aleatórias (ex. FALSO FALSO FALSO VERDADEIRO)

Verdadeiro ou Falso

Portanto, a melhor estratégia para chutar em provas de Verdadeiro e Falso é:

1. Leia a prova inteira e marque as respostas que você sabe antes de chutar;

2. Analise as respostas já marcadas e suas vizinhas. Se houver duas questões falsas seguidas, chute a questão como verdadeira;

3. Se a questão anterior e a próxima tiverem respostas diferentes, chute no verdadeiro, já que existem mais questões verdadeiras do que falsas, estatisticamente.

Múltipla escolha

  • Se houver quatro possibilidades de resposta, escolha sempre a B;
  • Se houver cinco possibilidades de resposta, escolha sempre a E;
  • Respostas com “todas as acima” ou “nenhuma das acima” têm mais chances de estarem corretas;
  • A resposta mais longe tem mais chances de estar correta;

Vale lembrar que isso é o que o autor pode inferir com base nas 100 provas estudadas e não quer dizer que vá funcionar sempre. Na dúvida, é melhor dar uma estudadinha antes da prova, hein?

*Dica retirada do livro How to Predict the Unpredictable: The Art of Outsmarting Almost Everyone, de William Poundstone

Leave a Reply

Your email address will not be published.